novembro 04, 2015

maio 09, 2015


  Um dia quebrarei todas as pontes
Que ligam o meu ser, vivo e total,
À agitação do mundo do irreal,
E calma subirei até às fontes.
                                                    
Irei até às fontes onde mora
A plenitude, o límpido esplendor
Que me foi prometido em cada hora,
E na face incompleta do amor.

Irei beber a luz e o amanhecer,
Irei beber a voz dessa promessa
Que às vezes como um voo me atravessa,
E nela cumprirei todo o meu ser

- Sophia de Mello Breyner Andresen

maio 08, 2015

Gitana

 
                                               Venho de longe, carrego em meus ombros
tantas vivências, onde passo uma paisagem
nova se faz, lembro-me bem a ultima vez
que aqui te encontrei, se olhares com o
olhar da alma...saberás!
 
 Leio em tuas mãos os desalentos, a força
e coragem mesmo contra as marés e dou-lhes
um novo portal através dos tempos, aprendi
que as feridas se curam, que a dor passa
Aprendi e compreendo o irmão que sofre,
pelos olhos vendados muitas vezes
não enxergam saída, e a porta está ao lado,
precisam de uma mão que os guie.

Tantas almas eu tenho... e não venho
por estes caminhos por acaso, o desejo
que trago de tantas vidas, é que o amor
ultrapasse, que ele seja o ar que respiramos

"Assim o mundo será o sonho realizado do
nosso criador, Deus!

psic. por Cigana Madalena - MR
"Que Santa Sara os proteja hoje e sempre"