dezembro 08, 2012

Quem é você?

Viajo em pensamento, para ver a cena
de um anjo que dorme, sem pesadelos
beleza sóbria serena.

sua pele é minha proteção
é a minha tenda
que guarda o coração
de  Madalena
respiro a respiração
deste simulacro  que é sua boca
ofegante vermelha, louca.

Aut. Roberto Andrade

Janelas

Escancarei o mundo,
lavei  vidros embaçados
que escondiam o Céu.

Sementes floriram no beiral
daquela janela...Verão quente
...no peito alado... a primavera
adorna minh'alma de todas as cores!

(fragmento -Brida Di Beenergan - het MR)
 

dezembro 07, 2012

Eternamente


Para meu coração teu peito basta,
para que sejas livre, minhas asas.
De minha boca chegará até o céu
o que era adormecido na tua alma.

Mora em ti a ilusão de cada dia
e chegas como o aljôfar às corolas.
Escavas o horizonte com tua ausência,
eternamente em fuga como as ondas.

Eu disse que cantavas entre vento
como os pinheiros cantam, e os mastros
Tu és como eles alto e taciturno.
Tens a pronta tristeza de uma viagem.

Acolhedor como um caminho antigo,
povoam-te ecos e vozes nostálgicas.
Despertei e por vezes emigram e fogem
pássaros que dormiam em tua alma.

Pablo Neruda